Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

Mas que noite...

 

Lado a lado
Estrada fora
Eu ainda a ti agarrado
Sabendo que o prazer já aqui não mora
 
Deitados
Depois de um longo prazer
Os corpos “magoados”
Tudo em nome do prazer
 
Rebolamos
Damos cambalhotas
Sei que nos amamos
E as roupas já estão “rotas”
 
As vestes no chão
No escuro da paisagem
Há roupa neste alcatrão
E as estrelas são como uma miragem
 
Como foi bom
Enquanto durou
Eu em cima de ti
Até que algo mudou
 
Revoltaste-te
Com a maneira como tudo “conduzia”
Tu guinas-te
Como dizendo que sofrias
 
Caímos os dois
Nesta dura estrada
Onde os teus faróis
Não me serviram de nada
 
Não vi o buraco
Que nos fez tombar
E um bom bocado
Nos fez rebolar
 
Mota querida
Mota que eu amo
És uma máquina ferida
Uma máquina com muito dano
 
As tuas “carnagens”
Desfeitas no chão
O mesmo que me provocou estas chagas
Este estúpido alcatrão
 
Que acidente
Que tombo
Que deprimente
Que rombo
 
Dói-me tudo
Este corpo magoado
Mas dói-me mais a alma
De a minha moto ter destroçado
publicado por sensei às 11:10

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novo blog

. ADEUS

. PORTUGAL

. IGNORANCIA

. Mas que noite...

. SOZINHO

. Faltas-me tu

. Beijo

. Tenho medo de morrer

. O mundo pode acabar

.arquivos

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

clasificados
clasificados
blogs SAPO

.subscrever feeds