Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

Se um dia eu não acordar

 

Já imaginaste se eu não acordar
Se eu for primeiro que tu
Eu não te quero a chorar
Nem quero que ponhas luto
 
Já sabes com quem vais conversar?
Com que te vais abrir
Pois eu já não vou cá estar
E também não sei se de lá te vou ouvir
 
Só te peço, que a minha mãe vás visitar
Que a apertes contra o teu peito
Diz-lhe que sempre a vou recordar
E que por ela tudo teria feito
 
Se um dia eu não acordar
Finge mesmo que eu não nasci
Tenta a tua memória apagar
Não sofras por que morri
 
Lembra-te de mim de vez em quando
Só para por mim rezares
Mas escolhe o teu canto
E de lá me poderás falar
 
Se algum dia for a enterrar
Vê quem chora no funeral
Pois isso é algo que te vou perguntar
Talvez de uma forma paranormal
 
Olha o céu nas noites de verão
E conta todas as estrelas
Eu estarei entre essa multidão
Mas já sabes que não entre as mais belas
 
Se algum dia eu não acordar
Por favor sorri
Pois já sabes que não gosto de te ver chorar
E foi o teu sorriso que me encantou quando te vi
 
No velório quero risos
Quero jogos e gargalhadas
Quero um caixão dos lisos
Quero poucas coisas almofadadas
 
Se um dia eu não acordar
Espalha a palavra do que aconteceu
Fala de todos os meus vícios e defeitos
E não fales nunca que fui para o céu
 
Se um dia eu não acordar
Acorda tu para a alegria
Ao te quero ver chorar
Quero que recordes como eu sorria
 
Pede desculpa a toda a gente
Pois certamente as fiz sofrer
Mas realça veemente
Que não foi por querer
 
Pinta-te, sai á rua
Procura alguém para conversar
Pois tu és uma nova deusa
Se um dia eu não acordar….
publicado por sensei às 15:01

link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De CA a 27 de Agosto de 2008 às 15:46
Gostei muito do poema embora seja triste, mas está muito bem transmitida a ideia.

Se fosse comigo não sei se algum dia arranjaria outro alguém com quem pudesse conversar e desabafar há pessoas que são e serão smp insubstituíveis. Para todo o smp.

jinhos
De Anónimo a 28 de Agosto de 2008 às 12:39
oi...

está bem pensado mas é tiste...

não gosto de pensar nisso...

prefiro ver o teu sorriso... que apesar de longe está sempre tão perto...:)

beijokinhas adrt
De rosa a 5 de Maio de 2009 às 10:57
adorei este poema é muito sentimental e tem tudo a ver comtigo adorei bué.BJS FOFOS
De ANONIMO a 5 de Maio de 2009 às 11:06
esta bue fixe tens bue imaginação mas é um pouco triste mas gostei mut es uma boa poétisa!

Comentar post

.Relogio

relojes web gratis

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novo blog

. ADEUS

. PORTUGAL

. IGNORANCIA

. Mas que noite...

. SOZINHO

. Faltas-me tu

. Beijo

. Tenho medo de morrer

. O mundo pode acabar

.arquivos

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

clasificados
clasificados
blogs SAPO

.subscrever feeds