Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

Honestidade.

Se procuras o que queres ouvir

E não o que eu acho

Deixa-me dormir

Estou bêbedo como um cacho.

 

Não esperes que eu diga

Aquilo em que não acredito

Não me peças isso, amiga

Se não eu vomito

 

Não sou político

Não sei mentir

Não sou cínico

Não digo o que queres ouvir

 

Procura em mim o que quiseres

Mas a resposta é a que eu quero dar

Tens de estar pronta para a ouvir

Tens de estar pronta para te contrariar

 

Não esperes de mim

Mais do que sinceridade

Eu sou mesmo assim

Não aprendi com a idade

 

Digo o que sinto

O que quero e espero

Não te minto

E é assim que te quero

 

Sê sincera também

Para comigo e contigo

Vais-te sentir bem

Vais ver quem realmente é teu amigo.

publicado por sensei às 15:53

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De fofinhatuga a 10 de Outubro de 2007 às 16:07
Acima de tudo sinceridade...acima de tudo, sê tu próprio.
Adorei o poema, adorei o que transmites.
Jinhos fofinho

Comentar post

.Relogio

relojes web gratis

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novo blog

. ADEUS

. PORTUGAL

. IGNORANCIA

. Mas que noite...

. SOZINHO

. Faltas-me tu

. Beijo

. Tenho medo de morrer

. O mundo pode acabar

.arquivos

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

clasificados
clasificados
blogs SAPO

.subscrever feeds